sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Eu sei que doi ouvir certas verdades e sei que doi fingir alguma verdade só para se afirmar... Sei que na hora da raiva usamos o que temos em mãos para magoar o outro e sei que doi muito quando isso realmente acontece... Sei que doi carregar a imagem de perfeita, de centrada, e sei tbm que doi ser o irresponsavel... Sei que palavras depois de atiradas só rasgam e não há agulha que possa dar ponto, não há linha que costure e não deixe cicatriz... E depois de tudo isso, no dia seguinte com os olhos inchados e o coração machucado vc segue para mais um dia, mais cuidadosa com as palavras, mais cuidadosa com os abraços pra não chorar na frente de ninguém, vc acorda mais amarga, mais antisocial pra não machucar ninguém...

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Como se fosse ontem

"Eu viveria de novo
Aquele momento
Em janeiro eu me lembro
Ia te dizer:
Não tenho dúvida
Você é minha única certeza

Quando caminhos diferentes
Por algum motivo
Levam ao mesmo lugar
Tudo faz sentido
Mas de um jeito ou de outro
Eu estaria aqui..."

 "Pq é assim que tem de ser"

domingo, 6 de novembro de 2011


"São as estradas da vida.
Só se pode seguir uma delas,
sem nunca saber como seriam as outras.
Acontece assim também com alguns amores."

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Tô cheia de gente sem amor próprio, de gente que se rebaixa, se humilha... De gente que não segue, gente que fica estagnada, que não supera, que não evolui, que não esquece...
Tô cansada de gente que fica incomodando, que não se dá o devido valor... Tô cansada de gente que não consegue cumprir com o que fala, que não consegue seguir em frente e parar de perturbar os outros...
To por aqui com gente que não respeita ninguém, que não consegue aceitar as escolhas dos outros, que não entende que certas coisas acabam, e não há como voltar atras...

terça-feira, 1 de novembro de 2011


“Não foi desejo. Nem vontade, nem curiosidade, nem nada disso. Foi um choque elétrico meio que de surpresa, desses que te deixa com o corpo arrepiado, coração batendo acelerado e cabelo em pé. Foi sentimento. Não foi planejado, nem premeditado. Foi só um querer estar perto e cuidar, tomar todas as dores e lágrimas como se fossem suas. A vontade e o desejo vieram depois, bem depois. Não foi um lance de corpo, foi um lance de alma. Não foram os olhos, nem os sorrisos, nem o jeito de andar ou de se vestir, foram as palavras. Uma saudade e uma urgência daquilo que nunca se teve, mas era como se já tivesse tido antes. Foi amor. É amor.”
"Hoje o céu ficou bem nublado, mas depois abriu o maior sol."
                                                                                                                    Tati Bernardi

Leve, leve, leve... É isso que tô sentindo, uma leveza inexplicavel, um bem estar duradouro, um sentimento bom que vem me consumindo... Hoje ri de mim mesma, e do meu cachorrinho, que é meio burro rsrs tadinho...

E é isso, as coisas vão indo, vão fluindo, acontecendo...
Ahhh e hj vou tirar as fotos para o convite da formatura, mudaram a data da festa, vai ser sabado agora, =/ acho que não vai dar pra ir... Quer dizer; como ele disse vamos "negociar" rsrs ...



"A gente se entrega nas menores coisas."
                                                                                  Caio F.
                  

domingo, 30 de outubro de 2011

Ela gosta do tango, do dengo, do

 mengo,domingo e de cócegas
Dia 27 o Palavras Soltas completou 2 anos...
E eu paro pra pensar em quanta coisa aconteceu, em tudo o que mudou, e em tudo que continuou no mesmo lugar, nas pessoas que chegaram e nas que se foram, tanto sentimento controlado, tantas palavras não ditas, e tantas outras que foram soltas... 
Eu sei que não adianta ficar  revirando o passado, mas eu não consigo, volto e releio cada postagem, revivo cada sentimento como se fosse novo, me entrego as sensações e... e me sinto bem, mesmo com tudo o que aconteceu, me sinto muito bem, em paz comigo mesma....
Me preocupo, esqueço, lembro, fico com raiva, feliz , de bem, carente, querendo colo, fazendo dengo, pouco receptiva, querendo abraço... As coisas estão bem, o caminho parece o certo...




quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Ontem a minha turma fez uma viagem, e considerando os últimos meses, foi uma ótima viagem... A turma no fundão do ônibus, cantando sem parar, rindo, rindo... Relembrando o passado, os bons momentos... Bateu uma saudade, uma vontade de ficar ali, de curtir mais um pouco aquele momento... Faltam 34 dias letivos, 37 para a formatura, tão pouco tempo para o fim e para o inicio...
24 de novembro é a despedida, até tinha dito que não ia, mas mudei de ideia...
Falta 2 dias pro blog completar 2 anos, 2 meses e 5 dias pros 18, 6 dias pro emprego novo, 20 dias pro niver dele... 
Hoje eu tenho curso, estava desanimada, mas é só dois meses, falta só 7 aulas, então, vambora...
A cabeça anda meio confusa, sabe quando bate aquela sensação estranha? Sei lá... pensamentos e mais pensamentos.
O Blog ta desatualizado, nem vou dizer q é falta de tempo, pois não é, na verdade é falta de vontade de escrever... Mas com tudo se ajeitando, vou dar um jeitinho.. 


"As vezes o que parece um descaminho na verdade é um caminho inaparente que conduz a outro caminho melhor."

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Eu te quero tanto bem, e é um bem de fazer cafuné no seu cabelo e de te deixar cruzar o oceano em busca dos seus sonhos. Um bem quentinho quando te vejo dormir e certeza de que a felicidade é a colcha da nossa cama. Nosso mundo se mistura porque somos inteiros entrelaçados, feito trança de cabelo, nada de metades que se completam, somos inteiros que escolheram viver de mãos dadas, dividindo idéias, discordando de atitudes, desamarrando nossos burros juntos. Se tudo fosse muito certo, alguma coisa estaria seriamente errada. A gente se contradiz, a gente é aprendiz, palhaço, bailarina, poeta, flor, mas somos de verdade, não viramos personagem. Somos mistura de realidade e lirismo, de lágrimas e sorrisos, de abraços e despedidas, de gaiolas abertas, escolha certa, coração nos olhos, somos a semente do impossível plantada no solo da eternidade…

sábado, 1 de outubro de 2011


Não se concentre tanto nas minhas variações de humor, apenas insista em mim.Se eu calar, me encha de palavras, me faça querer dizer outra e outra vez sobre você, sobre nós, e todo esse amor. Se eu chorar, não me faça muitas perguntas, não precisa nem secar minhas lágrimas. Só me diz que você continuará comigo pra tudo, que tenho teu colo e teu carinho. E ainda que te doa me ver assim, me envolva nos teus braços e diga que eu posso chorar, mas que você não sairá dali enquanto eu não sorrir. Porque é isso que nos importa, não é? O sorriso um do outro. Não é?

quarta-feira, 10 de agosto de 2011


"Com o tempo, você analisa que abrir mão de algo muito importante, só se faz quando se tem um motivo maior que esse algo: seja um propósito, uma crença, um valor íntimo, uma obstinação qualquer que te oriente para essa escolha que já se sabia tão dolorosa. É um sacrifício voluntário por algo mais pleno, mais grandioso em Beleza. E, nestas análises, você descobre outras perdas que são positivas: perde-se também a ansiedade, a insegurança e a ilusão. E você aprende a recomeçar agradecendo por vitórias tão pequenininhas… Como quando é noite e antes de dormir você se enche de gratidão: ‘Deus, obrigada, porque é noite e eu tenho o sono… Que venha um sonho novo, então’."

domingo, 7 de agosto de 2011

"Eu sou criança. E vou crescer assim. Gosto de abraçar apertado, sentir alegria inteira, inventar mundos, inventar amores. O simples me faz rir, o complicado me aborrece. O mundo pra mim é grande, não entendo como moro em um planeta que gira sem parar, nem como funciona um fax. Verdade seja dita: entender, eu entendo. Mas não faz diferença, os dias passam rápido demais, existe a tal gravidade, papéis entram e saem de máquinas, ninguém sabe ao certo quem descobriu a cor. (Têm coisas que não precisam ser explicadas. Pelo menos não para mim). Tenho um coração maior do que eu, nunca sei minha altura, tenho o tamanho de um sonho. E o sonho escreve a minha vida que às vezes eu risco, rabisco, embolo e jogo debaixo da cama (pra descansar a alma e dormir sossegada). Coragem eu tenho um monte. Mas medo eu tenho poucos. Tenho medo de Jornal Nacional, de lagartixa branca, de maionese vencida, tenho medo das pessoas, tenho medo de mim. Minha bagunça mora aqui dentro, pensamentos dormem e acordam, nunca sei a hora certa. Mas uma coisa eu digo: eu não paro. Perco o rumo, ralo o joelho, bato de frente com a cara na porta: sei onde quero chegar, mesmo sem saber como. E vou. Sempre me pergunto quanto falta, se está perto, com que letra começa, se vai ter fim, se vai dar certo. Sempre questiono se você está feliz, se eu estou bonita, se eu vou ganhar estrelinha, se eu posso levar pra casa, se eu posso te levar pra mim. Não gosto de meias – palavras, de gente morna, nem de amar em silêncio. Aprendi que palavra é igual oração: tem que ser inteira senão perde a força. E força não há de faltar porque – aqui dentro – eu carrego o meu mundo. Sou menina levada, sou criança crescida com contas para pagar. E mesmo pequena, não deixo de crescer. Trabalho igual gente grande, fico séria, traço metas. Mas quando chega a hora do recreio, aí vou eu... Escrevo escondido, faço manha, tomo sorvete no pote, choro quando dói, choro quando não dói. E eu amo. Amo igual criança. Amo com os olhos vidrados, amo com todas as letras. A - M - O. Sem restrições. Sem medo. Sem frases cortadas. Sem censura. Quer me entender? Não precisa. Quer me fazer feliz? Me dê um chocolate, um bilhete, uma mentira bonita pra me fazer sonhar. Não importa. Todo dia é dia de ser criança e criança não liga pra preço, pra laço de fita e cartão com relevo. Criança gosta mesmo é de beijo, abraço e surpresa! (E eu – como boa criança que sou – quero mais é rasgar o pacote!)"

terça-feira, 2 de agosto de 2011

"Eu e você assim de perto dá
Pra eu me perder de vez nas tuas tintas
Me dê uma noite, um pouco da manhã
Só pra eu sacar se os olhos mudam de cor"

                                                                                Maria Gadú

sábado, 30 de julho de 2011




"Eu quero beijos intermináveis até que os olhos mudem de cor"

sexta-feira, 29 de julho de 2011

As cartas que eu não mando...

Senti saudades esses dias, sei lá foi uma saudade diferente, senti falta de tanta coisa, mas tanta coisa, que eu começava a chorar por uma e  quando me dei conta estava chorando por outra, senti falta da simpliscidade que eramos... senti falta daquele "né" estendido... Antes das féria ouvi alguém falar de vc, fiquei feliz em saber como vc está...
Sabe, acho que vc entrou na minha vida pra me ensinar essa perda, essa dor, sem ela eu não teria maturidade suficiente para lidar com as situações que me deparei... Me ensinou que as pessoas mundam, tanto para melhor quanto para pior e que todos são dignos de uma segunda chance... Mas o nosso tempo foi curto, tem quase dois anos que agente não se vê, e tem um bom tempo q não cv... O melhor mesmo é isso, essa distancia que não machuca nem dá esperanças, eramos bons juntos mas separados somos melhores...
Andamos por estradas diferentes e não há cruzamentos, vc sempre foi aventureiro e eu  nunca curti a sua aventura... Hj as coisas são melhores, tanto para mim como para vc, hoje estamos crescidos, não somos mais duas crianças perdidas, pois por mais que nos consideracemos adultos, não eramos... Tanta coisa poderia ter sido evitada, como o seu pai disse. A parte triste, o medo lembra, eu te disse uma vez,  e eu esqueci, não lembro o seu rosto, o seu cheiro, não lembro mais como os seus olhos ficavam quando vc sorria, nem como vc conseguia esconder as minhas mãos com as suas, não ouço a sua voz como um eco na minha cabeça, nem choro por tudo o que se perdeu, vez ou outra vem uma lembraça, coisa rara, embaçada... Não há mais uma parte minha com vc... Tenho guardado tudo que vc me deu, mas não olho, não fico revirando esses pertences...
Aceitei que todos temos um passado, que todos cometemos erros, aceitei que se perdoamos, em algum momento iremos esquecer de verdade, mas que para uns leva mais tempo, aceitei que o que foi vivido não pode ser apagado, nem deve... Mas seguimos sabe, bom eu segui, vc seguiu... Estamos construindo novas historias.
Bom, então até qualquer dia, tenho certeza que estamos bem, que tudo ficara bem... 

quarta-feira, 27 de julho de 2011

"A maior entrega se faz quando me aninho mansamente no espaço macio entre o pescoço e o peito dele e apenas fico, sem necessidade de palavras. Intimidade é o momento no qual silencio a mente e o mundo e repouso a cabeça na parte mais fascinante do corpo masculino: o ombro do homem que amo."

terça-feira, 26 de julho de 2011

Eu tenho medo de me perder, de ser esquecida e de que ponham a mão no meu pescoço...
Tenho medo de esquecer tudo de bom que já me aconteceu, medo de esquecer quem esteve ao meu lado...
Tenho medo de roda-gigante e de que algum dia tudo tenha sido em vão... Tenho medo de ficar em silencio, mas tenho medo das palavras que  são ditas na hora errada, tenho medo de me machucar e de confiar inteiramente...
Sabe em algum momento algo se quebrou, se perdeu e deixou de ser como era... E eu tenho medo de manter um laço que já não enfeita... Tenho medo de esperar, tenho medo de não ter tempo e penso que poderia ter sido diferente, que poderia ser mais intenso...
Tenho medo de fazer planos, de imaginar um futuro... Mas eu quero um futuro.
Esses dias eu tive um sonho ruim e acordei nos seus braços, você disse que nunca vai deixar nada me acontecer e mesmo que eu não consiga gritar você vai vir para me proteger, eu quis chorar e não consegui, quis te abraçar mais forte e perdi as forças, quis confiar e te contar os meus medos e não tive coragem...


sábado, 23 de julho de 2011

Não escreva o que sentiria se acordasse comigo. Acorde comigo. Não imagine meu cheiro. Me cheire. Não fantasie meus gemidos. Me faça gemer. O amor só existe enquanto amar. Ação. Calor. Verbo. Presença. Milímetros. Hálito.
Gabito Nunes

domingo, 17 de julho de 2011

"Tententender, quero abrigo
E não consigo ser mais direto"



                                                Humberto Gessinger

segunda-feira, 4 de julho de 2011

"Ela perguntou como é que eu tive certeza de que aquela escolha era a mais acertada. Respondi que nunca tive, que não tenho até agora. Porque tem coisas que a gente, simplesmente, não sabe. Decidi ali na tentativa de fazer o melhor e fui. Com fé. Sim, fé e não certeza. Vontade que desse certo. Ou, de pelo menos, que não fosse motivo para me arrepender para todo o sempre."
"Tô me afastando de tudo que me atrasa, me engana, me segura e me retém. Tô me aproximando de tudo que me faz completo, me faz feliz e que me quer bem. Tô aproveitando tudo de bom que essa nossa vida tem. Tô me dedicando de verdade pra agradar um outro alguém. Tô trazendo pra perto de mim quem eu gosto e quem gosta de mim também. Ultimamente eu só tô querendo ver o ‘bom’ que todo mundo tem. Relaxa, respira, se irritar é bom pra quem? Supera, suporta, entenda: isento de problemas eu não conheço ninguém. Queira viver, viver melhor, viver sorrindo e até os cem. Tô feliz, to despreocupado, com a vida eu to de bem."

domingo, 26 de junho de 2011

"Eu gosto de quem facilita as coisas. De quem aponta caminhos ao invés de propor emboscadas. Eu sou feliz ao lado de pessoas que vivem sem códigos, que estão disponíveis sem exigir que você decifre nada. O que me faz feliz é leve e, mesmo que o tempo leve, continua dentro de mim. Eu quero andar de mãos dadas com quem sabe que entrelaçar os dedos é mais do que um simples ato que mantém mãos unidas. É uma forma de trocar energia, de dizer: você não se enganou, eu estou aqui. Porque por mais que os obstáculos nos desafiem o que realmente permanece, costuma vir de quem não tem medo de ficar."

segunda-feira, 20 de junho de 2011

"Acho que se esse ainda não é o caminho certo, pelo menos, é o mais bonito por enquanto. E o que me deixa mais inteira, a cada passo. E fico pensando enquanto avanço: eu amo construir a mesma estrada com você. Eu amo morar no teu abraço." (Marla de Queiroz)


Quantas coisas tenho aprendido com você e sobre você, e como eu me surpreendo com tudo que você sabe sobre mim, eu sei que sou difícil e que faço muitas perguntas e sei que te mordo de verdade e que doí muito, sei que você não consegue falar o que sente e o que quer, mas como eu disse ontem, vc vai ter que se acostumar pois eu não vou parar de perguntar...
Eu quero aquele futuro promissor que vc disse a mais de um ano atras, e o nosso presente estável, eu quero o simples e o complicado, nós... Eu quero ir de moto pra faculdade com vc, quero viajar na harley e construir casas em lugares estranhos, eu quero a felicidade sem dinheiro com a sua fisioterapia e a minha matemática, eu quero ver aquele motivo que você não me conta... Eu quero andar sem rumo, eu quero a surpresa de entrar e não só olhar os preços e não quero que vc se preocupe com o que eu vou pensar... Eu vou continuar a te bater quando você apagar os faróis no meio da escuridão e vou continuar a te amar, sempre, mais e mais...
Eu quero falar sobre tudo, quero contar o que vc quiser saber e que acredite em mim quando digo que não é importante como eu aprendi a acreditar quando vc diz que não é nada. Quero muito que não se envergonhe do seu lado coração, do seu lado bonito de poucos  e  poucas, eu quero que vc o mostre mais e que para isso não precise me dar as costas... 
Eu quero estar ao seu lado por muito e muito tempo, quero o seu abraço que me cativou desde o primeiro momento-aquele em que agente ainda não sabia que nossos caminhos seriam trilhados juntos-. Eu amo estar aqui e agora. 
 Te Amo de uma forma inexplicável. 

sábado, 11 de junho de 2011

"Me diga que está triste, eu consolo. Me diga que nunca foi tão feliz, eu concordo. Me ame ou me odeie. Me mande pra puta-que-o-pariu ou me convide pra ir com você. Exploda na minha cara ou se derreta na minha mão. Deixa eu te ver morrendo de tanto rir ou com vergonha das olheiras de tanto chorar. Só não me esconda o rosto. Me abrace, me esmurre, me lamba ou me empurre. Só não me balance os ombros. Não me perturba assistir tua dor nem acompanhar teu gás. Te ver mais ou menos realmente me incomoda. Mais ou menos não rende papo, não faz inverno nem verão, não exige uma longa explicação. É melhor estar alegre ou estar triste, mais ou menos é a pior coisa que existe."

quinta-feira, 9 de junho de 2011

"O outro te olhará com seus olhos vazios, não entendendo que teu ritmo acompanha o desenrolar de uma paisagem interna, absolutamente não-verbalizável, desenhada traço a traço em cada minuto de vários dias e tantas noites de todos aqueles meses anteriores, recuando até a data, maldita ou bendita, ainda não ousaste definir, em que pela primeira vez o círculo magnético da existência de um, por acaso banal ou pura magia, interceptou o círculo do outro."

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Recordações

Essa sua mania de esquecer tudo, e dizer tudo o que guardou na memória sem lembrar ao certo as datas me faz te amar mais, me faz te querer mais e me faz querer ficar horas e horas escutando essas lembranças soltas...

Eu sei que me lembro de muitas coisas e que isso chega a incomodar, mas é tão bom quando lembro de tudo, quando viajo nessas lembranças...

É engraçado lembrar do dia em que veio na minha casa, lembro que foi estranho e engraçado e que eu também não queria que vc  tivesse vindo, lembro de dizer que queria uma forma de mostrar que eu era sua, lembro de dizer que o cara estranho estava gostando de mim. E guardo até hj o trevo de 4 folhas, a dobradura e a florzinha que me deu... Lembro quando o inevitável aconteceu e como vc esquentou as minhas mãos, lembro do primeiro "te amo"... E me apaixonei quando jogou o celular longe pra esquecer da hora... Lembro da noite em que hesitou e como vi que vc valia a pena, que vc era diferente e a confiança que naquele dia vc conquistou... Lembro quando não hesitamos, como me senti bem, feliz e como mais nd importava pois estava com vc... e coitado do meu ursinho que não sabe mais como se chama... E vc não sabe como eu me divirto com a sua reação após cada mordida minha... Eu me lembro de um feriado e de como o meu mundo caiu, me lembro de uma dor e de um pedido pra ficar e me lembro que foi difícil suportar... Me lembro dos meses a seguir e da tentativa de mudar tudo o que sentia, me lembro do dia da familia e de nossas idéias insanas, mas que no fundo eu queria ter posto em pratica... Tenho a camisa que escrevemos declarações e sei que enquanto escrevia na sua eu chorava... Ah e como é bom lembrar do dia em que fomos pra serra, como deitar naquela pedra me fez bem e como eu queria que aquele dia não terminasse, como eu poderia viver ali pra sempre... E lembro do sentimento de despedida, do sentimento de perda e de saber que me restava pouco tempo... E da caixa que eu te dei pra vc guardar todas as suas lembranças e da carta que a acompanhava em que só pedia pra não se esquecer de mim... Lembro do meu aniversário e do presente que me deu, mas amei mesmo foi o embrulho dele... E o ano novo; bem... chorei muito depois que me deixou em casa... E no dia seguinte, foi até legal ajudar a fazer pamonha e foi mais um dia com vc, foi a minha contagem regressiva... E depois lembro de tentar não chorar, lembro de usar forças q eu não tinha pra não chorar, lembro que doeu, que minha cabeça girou, e que eu estava bambinha, e que eu não podia fazer mais nada... E nos dias que se seguiram eu ainda tinha esperança... E eu lembro do nosso compromisso, lembro de não confiar, lembro que você me mostrou uma musica e que desde então eu a tomei para mim e não aceito outra, e lembro de pensar que vc queria sorvete quando na realidade queria comprar nossas alianças de compromisso, eu eu lembro do meu sentimento de duvida, e de não conseguir confiar e de como vc me conquistou novamente, e me lembro de pequenos detalhes, me lembro de sentir o coração acelerar e de como eu te amo e como eu quero vc ao meu lado... E eu quero ter mais lembranças, quero  ter do que recordar, não quero esquecer nenhum minuto com vc, quero o que foi bom, o que foi ruim, o que nos pos a prova, o que resistimos, quero a  nossa historia... 
E espero que os dias que estão por vir me encham de datas, sentimentos, cheiros, me encham de tudo que um dia eu consiga lembrar...

Não é errado lembrar de tanta coisa, lembranças boas, ruins. Tudo nos fez crescer, nos fortaleceu e mostrou que somos bem maiores, que somos capazes e que somos de verdade... 
Sabe eu tenho planos pra nos dois, eu tenho sonhos que incluem vc e eu quero saber porque vc vai chorar e quero muito estar lá para ver... 

sábado, 4 de junho de 2011

Eu me apego aos detalhes, as coisas consideradas insignificantes ou pouco importantes, eu me lembro de tudo que me tocou de alguma forma, de tudo que eu precisei confiar bastante para fazer, de tudo que me fez chorar de alegria ou de dor... Eu me lembro de palavras que me salvaram e também das que me machucaram e decepcionaram... Eu me lembro dos dias mais importantes, dos dias em que eu avancei, dei o próximo passo, eu me recordo de cada gesto que me fez amar de novo ou perdoar, ou me perdoar... Eu me lembro de muitos olhares, olhares que me encheram de esperança e aqueles que também me tiraram  toda a vontade de tentar de novo... Eu tenho memórias que julguei esquecidas e que no meio da tarde com um cheiro bom eu me vi naquele momento mais uma vez..
E me dói saber que ninguém vai sentir ou lembrar de tudo isso como eu...

sexta-feira, 3 de junho de 2011


E se eu caísse e me machucasse?
Você saberia como me consertar?
E se eu fosse e me perdesse?
Você saberia onde me achar?
Se eu esquessece quem eu sou?
Você, por favor, me lembraria?
Porque sem você as coisas ficam nubladas.

Rosi Golan - Hazy

domingo, 29 de maio de 2011

"Meus braços são por demais pequenos para o mundo que eu quero abraçar."

quarta-feira, 25 de maio de 2011

"Ela é uma moça de poses delicadas, sorrisos discretos e olhar misterioso. Ela tem cara de menina mimada, um quê de esquisitice, uma sensibilidade de flor, um jeito encantado de ser, um toque de intuição e um tom de doçura. Ela reflete lilás, um brilho de estrela, uma inquietude, uma solidão de artista e um ar sensato de cientista. Ela é intensa e tem mania de sentir por completo, de amar por completo e de ser por completo. Dentro dela tem um coração bobo, que é sempre capaz de amar e de acreditar outra vez. Ela tem aquele gosto doce de menina romântica e aquele gosto ácido de mulher moderna.” 

terça-feira, 24 de maio de 2011

Sabe quando você sente um cheiro e ele te lembra algo tão bom, algo que parecia não ter existido e vc se sente bem e você queria estar naquele momento mais uma vez e vc queria que ele não terminasse? Sabe como é querer aquilo mais uma vez? Como é difícil saber que foi só uma lembrança e que em algum momento vai existir um outro cheiro que vai te lembrar uma outra coisa e você talvez não sinta novamente essa paz que esse outro momento lhe dava? Eu só quero a paz que  eu tinha quando eu era a paz de alguém, quando tudo era mais tranquilo...

terça-feira, 17 de maio de 2011






 "Já não tenho aquelas queixas infantis, na base do ‘tudo dá errado pra mim’, ou autopunições como ‘eu sou uma besta, faço tudo errado’.
Nada é errado, quando o erro faz parte de uma procura ou de um processo de conhecimento"

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Ele tem o desejo de virar uma arvore, daquelas bem grandes, com raízes imensas...
E eu tenho que informar isso pra todo mundo...
Eu quero ser uma daquelas flores que desabrocham uma vez por ano... Mas ser uma orquídea não seria  ruim, ficar nos galhos da arvore que ele se tornaria...
Eu descobri que tenho muitos planos e que cinco anos para mim é muito tempo, é muito tempo que passou e é muito tempo para esperar.
Ontem a noite eu acreditei em mim, e fiquei desanimada por ver que as coisas não são como eu quero, que não se aprende algo da noite para o dia, é pratica, é tempo... E acho que isso foi um baque...  Sei que vai dar tudo certo, na hora certa... que tudo vai se encaixar e o que for para ser vai ser.
Tenho me deparado com pessoas que me ajudam inconscientemente, são como fonte de força, como fonte de energia... Só não sei deixar tudo isso se aproximar... 
Hoje eu vi como é grande o meu medo de mudar, eu não consigo andar por ruas estranhas, acho que se mudar o caminho eu me perco ou algo vai dar errado... Eu tô tentando aprender o caminho sozinha, mas isso parece difícil e eu não quero dizer, não quero falar que eu tô preocupada, que tô insegura... E é bom quando chega o fim de semana e eu consigo me distrair desses pensamentos, é bom receber um abraço apertado... ou quando eu recebo uma ligação de uma pessoa que se importa, que só quer saber como anda a vida, como foi o dia, ou quando diz que ta com saudades... É bom ouvir a voz de alguém que eu conto os dias para ver... 
É bom ter onde se aconchegar, ter para onde se voltar em qualquer situação, é bom sentir essa proteção sem exigi-la.

segunda-feira, 25 de abril de 2011

 

 Eu quis fugir, mas resolvi ficar.
Resolvi que estaria tudo bem, que o choro duraria cinco minutos e tudo iria fazer sentido depois desse tempo.
E fez; tem feito...

domingo, 24 de abril de 2011

"seria mais fácil fazer como todo mundo faz, o caminho mais curto, produto que rende mais
seria mais fácil fazer como todo mundo faz, um tiro certeiro, modelo que vende mais
mas nós dançamos no silêncio, choramos no carnaval
não vemos graça nas gracinhas da tv, morremos de rir no horário eleitoral
seria mais fácil fazer como todo mundo faz, sem sair do sofá, deixar a ferrari pra trás
seria mais fácil, como todo mundo faz, o milésimo gol sentado na mesa de um bar
mas nós vibramos em outra freqüência, sabemos que não é bem assim
se fosse fácil achar o caminho das pedras, tantas pedras no caminho não seria ruim"

Outras Frequências
Engenheiros do Hawaii

domingo, 27 de março de 2011

Sabe eu vou cuidar de vc, não só quando estiver assim todo machucado, mas quando as coisas ficarem pesadas demais...
Eu vou estar ao seu lado, como sempre estive até agora... E saiba q pode contar comigo, que se quiser pode ligar durante a madrugada, assim como eu já fiz...
Eu vou te ligar, contar sobre o meu dia, vou rir de vc, com vc... Vou escutar o seu coração e suas palavras... E perdoa se alguma vez não prestei atenção... Vou topar todas as loucuras q vc propor, todas as aventuras...
Vou tentar ser o meu melhor, vou ser o meu melhor... Vou te amar de todas as formas, incondicionalmente...
Ahh e me abrace, sabe como eu gosto do seu abraço, aquele apertado que me deixa sem ar, sabe como eu amo morar entre os seus braços... rsrs E vai, entenda todas as vezes em que eu te enrrolo, em que eu não te deixo ir embora, rsrs eu sempre preciso de mais cinco minutos...
Olha eu rezo todos os dias, ou melhor, todas as noites, e peço por vc, por nós, peço para q tudo corra bem, para que tudo aconteça em seu devido tempo. Nossa já escrevi tantas cartas- eu tenho mania de escritora, e nunca te entrego elas- endereçadas a vc, tantas declarações, tantas coisas que eu não digo... Um dia te entrego elas, estão todas guardadas, e nesse dia te cobro o meu bilhete...  Agente já passo por muita coisa, entre boas e ruins, graças a Deus mais por boas... Cada dia foi especial, sempre fica uma frase marcada... E eu sempre me lembro de cada detalhe, ainda bem né, pq se dependesse da sua memória...
Sabe tem dias q me pego pensando no futuro, idealizando um, mas não gosto disso, o amanhã é tão incerto... Mas não minto, nem nego que te quero nesse futuro, na incerteza dos dias...

quinta-feira, 24 de março de 2011



    Não foi nada.
  Deu saudade, só isso. 
De repente,
me deu tanta saudade

quarta-feira, 23 de março de 2011



Não fiz nada para que esse amor surgisse dentro de mim, mas faço tudo para q ele não acabe.


Se eu tivesse a força, que você pensa que eu tenho, eu gravaria no metal da minha pele, o teu desenho. ♪

- Pouca vogal
3x4

domingo, 20 de março de 2011

"Se a vida às vezes dá uns dias de segundos cinzas
e o tempo tic taca devagar
Põe o teu melhor vestido, brilha teu sorriso
Vem pra cá, vem pra cá
Se a vida muitas vezes só chuvisca, só garoa
e tudo não parece funcionar
Deixe esse problema a toa, pra ficar na boa
Vem pra cá"
"se soubéssemos controlar a nós mesmos, ao nosso terror, e poupar o gasto exagerado de tudo que tínhamos armazenado, nada aconteceria." (Caio F.)


Gosto dessa briza que vem de mansinho abraçar, que toca de leve a face como se trouxesse um beijo... Gosto tanto de imaginar que essa briza fosse pensamento, que fosse de verdade... 
Senhor que agente aprenda a rir mesmo quando a vontade for chorar e que não alimentemos as angustias, as raivinhas que nos travam o riso...



 "Há pessoas que nos fazem voar. A gente se encontra com elas e leva um bruta susto. Primeiro, porque o vento começa a soprar dentro da gente, e lá, de cantos escondidos de nossas montanhas e florestas internas, aves selvagens começam a bater asas, e a gente não sabia que tais entidades mágicas moravam dentro de nós, e elas nos surpreendem, e nós nos descobrimos mais selvagens, mais bonitos, mais leves, com uma vontade incrível de subir até as alturas, saltando, saltando de penhascos, pendurados numa asa-delta (acho que o nome disso é fé…)"

sábado, 19 de março de 2011


"Não havíamos marcado hora, não havíamos marcado lugar. E, na infinita possibilidade de lugares, na infinita possibilidade de tempos, nossos tempos e nossos lugares coincidiram. E deu-se o encontro."


       Rubem Alves

sexta-feira, 11 de março de 2011

"Sou a rosa do príncipe, sou a raposa carente, sou o ovo do muro, um espantalho de lata, então, só me proteja, só me abrace, só não me deixe cair; aponte os tijolos amarelos, mas não precisa me dizer o quanto amarelo pálido eles são."

segunda-feira, 7 de março de 2011

Deviamos parar de criar expectativas... De esperar alguma coisa...
Isso só serve para nos decepcionar...

sábado, 26 de fevereiro de 2011

"Olha, eu acho mesmo é que falta coragem. E tempo. Tempo de olhar em volta e coragem de bater de frente. Quando foi a última vez que você tomou banho de chuva sem se preocupar com o celular no bolso, os cartões do banco, a chapinha, o sapato que não pode molhar? As pessoas têm que se permitir. Aprender o atraso, o olhar em volta. Mudar o caminho de todos os dias e se perder no seu próprio bairro. É o que tenho feito, me perder. E devo dizer que estou muito feliz por não encontrar o caminho de volta."

Verônica H.

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Porque o abraço dele era porta fechada. E nem todas as armas e armadilhas podiam alcançá-la dentro daqueles braços. O mundo e o medo ficavam lá fora. E os pensamentos que sussurravam ameaças ao pé do ouvido iam silenciando a cada batida do coração. Dele, que era dela. Quando algum sentimento perigosamente falava mais alto, ela o apertava ainda mais forte, como se tentasse atravessar de uma pele pra outra e deixar a sua vida ali, perdida na dele.

Briza Mulatinho.

domingo, 20 de fevereiro de 2011

"Daquilo que é óbvio, daquilo que nos faz um tanto bem maior, daquilo que nos faz amadurecer diariamente: A capacidade que a gente tem de olhar no olho, de agradecer, de poder dialogar, críticar com sensibilidade, com coragem. Que a gente saiba valorizar cada momento nosso, porque todo mundo aqui já está automaticamente em extinção; Só existe um de cada um de nós. Que a gente saiba cuidar muito disso..."

(Fernando Anitelli)
"Alguma coisa me diz que coisas grandiosas estão por vir. Por isso abro meu coração pra alegria, pra vida e pro sol que acaricia e não machuca… E é nesse estado de gratidão e contentamento que qualquer pensamento negativo que eventualmente surja, morrerá de inanição."

(Marla de Queiroz)

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Nunca duvidei do Amor que eu sentia, mas também nunca pensei que ele fosse tão forte...
nunca imaginei ser capaz de deixá-lo ir, de deixá-lo ver como seria... Nunca imaginei que aceitaria de volta.
Depois disso eu vi realmente o que é amar, o que é querer bem o outro... Sei q amar, causa dor, medo, insegurança, é assim e vai continuar sendo. Mas depois disso, eu vi que agente ama, mas não podemos fazer o outro nos amar da mesma forma, e temos q deixá-lo livre, foi isso que fiz, não me arrependo e sigo com a consciência completamente limpa, leve e tranqüila... E o sentimento que eu cativei, que eu cultivei só cresce, só aumenta e isso é mutuo... Não implorei, não exigi, não ofendi, não esqueci e não disse que esqueceria, não passei por cima primeiramente de mim, depois de nenhuma pessoa... Fiz o que meu coração pedia, não sigo a minha razão, não sou coerente, sensata, correta, não penso com a cabeça... Não em relação a esse assunto... Não banquei a forte e conformada, tbm não disse o que pensava, o que eu realmente queria... Com toda aquela turbulência eu descobri um amigo, uma pessoa que eu podia cv, me abrir e que independente de qualquer coisa estaria ao meu lado, que viria as 3:38 da madruga... E com isso, nos encontramos,  eu, ele e talvez mais alguém... Eu deixei de lado a garotinha que entendia tudo, que não falava muito, comportada demais... Deixei de lado a namorada tão compreensiva, passei a me impor mais, fosse isso na escolha de onde tomar um Milk Shak... Deixei claro o meu ciúme um pouco compulsivo em tratamento... E caramba eu evolui, e tbm ganhei um namorado que cuida do que é dele (isso por causa de um pijama) Mas são pequenas coisas, rotineiras, que colocam em prova cada dia o nosso amor, não são as ilusões, os "poderia ser" não são amores passados, é o nosso dia a dia, passar a noite juntos, acordar um do lado do outro, me buscar na porta da escola de noite e me ver só cinco minutos, ou em plena sexta-feira as 21:40. É a convivência q mostra quem é quem, o que realmente é amor, o que é realmente Amar alguém. É dividir os planos, os quais agente não faz, mas é dividir os pequenos planos, seja a idéia de comprar sua moto, seja a minha indecisão de tirar o ciso, ou a faculdade de Arquitetura em Itauna... É compartilhar os poucos pensamento, é poder mandar mensagem todo dia, ou talvez ligar, é poder chamar de "trem" e não parecer estar destratando, é poder deitar um do lado do outro, fazer o teu ombro de travesseiro, implicar com a sua academia e com a sua vontade de deixar o cabelo crescer, rsrs e ameaçar cortá-lo no meio da noite... 
São pequenas coisas, são as grandes tbm, é o fato de você ser o único, de ser Meu, é agente querer que seja para sempre e pra Caralh*... É "o que nos faz diferentes dos anjos" A capacidade de amar, a possibilidade de amar... E quer saber? Que se dane o resto, que se dane o que tenta nos separar, o que tenta me afetar... Q se dane o que passou,o que ACABOU, o que realmente acabou.
Eu deixei de ser a outra (que era como eu me sentia) e passei a ser a UNICA, passei a ser a GAROTA... Não me importo com o que vão pensar, com o que vão achar... EU estou feliz, NÓS estamos felizes e é isso o que importa, então realmente... Parabéns para mim eu estou exatamente a onde eu queria estar...
"Ah, e eu estou te esperando, com meu vestido curto, óculos escuros grandes e meu coração pulsando forte, e te abraçar até sentir o mundo girar apenas para nós. É, eu gosto muito de ti."


Caio Fernando Abreu

domingo, 13 de fevereiro de 2011

"Tinha um jeito singular de fechar os olhos quando experimentava emoção bonita, coisa de segundos e coisa imensa. Era como se os olhos quisessem segurar a lindeza do instante um bocadinho, o suficiente para levá-lo até o lugar onde o seu sabor nunca mais poderia ser perdido. Eu via, olhos do coração abertos, e nunca mais perdi de vista o sabor desse detalhe. Porque quem ama vê miudezas com olhar suficiente pra nunca mais se perderem."

Ana Jácomo

sábado, 12 de fevereiro de 2011

E no dia que a gente conversou pela primeira vez, por mais bobo e cotidiano que fosse o assunto, consegui ser natural. perdi a ordem das pernas ao ir embora, mas você nem ficou sabendo desse detalhe. foi um diálogo tão importante pra mim e você jamais saberá. eu guardo pra mim toda a profundidade que eu queria dividir com você.

- Verônica H.

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

"Tem gente que entra na nossa vida de forma providencial e se encaixa naquela história que gosto de imaginar:
surpresas que Deus embrulha pra presente e nos envia no anonimato.
Surpresas que só sabemos de onde vêm porque chegam com o cheiro dele no papel."


Ana Jácomo



 

"Estranho seria se eu não me apaixonasse por Você"

domingo, 6 de fevereiro de 2011

As cartas que eu nunca mando... 2

Mais um ano, mais um ano em sua vida... 
Parabéns, 18 anos, os tão esperados 18...

Sabe, que vc seja feliz, que vc encontre o caminho certo, q vc descubra que nem tudo pode ser facil.
Que vc encontre alguém ou algo que te faça pensar, que te faça mudar ou melhor, que te faça querer mudar.
Que Deus esteja com vc, te protegendo, iluminando e guiando...

Olha, que vc descubra os verdadeiros valores, que vc entenda o q relamente importa, o que tem valor diante da vida... Que vc se perdoe, me perdoe e que eu te perdoe... Que agente um dia possa se olhar nos olhos, sem vergonha, sem raiva nem dor... Que seja só mais um encontro de olhares, pq eu tbm não quero que exista sentimento algum, porque isso não seria certo, nem comigo nem com vc... Que seja de vez indiferente...Mas que vc seja feliz, que vc encontre essa felicidade, que vc seja aquele garoto que foi um dia, que seja melhor, que seja Bom... 
Que vc se encontre, que vc faça a volta, que vc peça perdão, se desculpe e entenda o quanto errou...
E do fundo do meu coração, eu desejo que vc conquiste a confiança do Teu Pai, porque, ele foi como um pai para mim, pq ele, nas poucas vezes que esteve ao meu lado foi um grande exemplo, que vc consiga o amor que ele tinha de volta... 
Desejo que hj não seja mais um dia, mais um aniversario, mas sim o dia que vc perceba o quanto a vida ainda tem a te oferecer e o quanto as pessoas ao seu lado, as pessoas que realmente se importam com vc, ainda acreditam que vc vai ser denovo aquele  Bicho Grilo, aquele garoto que nos fazia acreditar em algo maior...

Tah Alessandra

As cartas que eu nunca mando...

Sabe quando te dá um quentinho no peito...Tipo uma saudade, uma saudade boa...
Que só dá alegria... Que só da esse quentinho bom...

Sabe hj senti saudade de ser chamada de Moça... É que quando vc me chamava de moça, eu sabia que sempre seriamos assim um para o outro, vc o Moço que entrou na minha vida e me ensinou que nem tudo seria da forma que eu queria, q me ensinou um outro lado de tudo e Eu a Moça que entrou na sua vida, o teu eterno anjo que precisava de proteção... A Moça que te deixaria, sem explicação e q mais tarde voltaria e nunca sairia do teu lado, o anjo que se perdia e depois encontrava o teu repouso... O anjo sem asas que por mais q tentasse, sempre, sempre encontrava uma forma de tirar os pés do chão...
Sabe Moço, não é que vc tinha razão, eu me encontrei, eu encontrei o caminho que eu tava procurando...
Moço, eu encontrei aquele amor q eu não soube te dar... E moço, como eu sinto sua falta... Falta de te ver no fim da aula, me esperando pra me levar pra casa, falta das nossas cv, dos teus conselhos, falta de ouvir os teus planos... Sabe moço, sabe a carta q vc me escreveu, desculpa moço, eu joguei fora, tem um tempo já, mas nunca tive coragem de te contar, quantas vezes tentei lembrar o que nela tava escrito... Desculpa moço, era uma das poucas lembraças de vc...
Mas moço, olha, a Tua Moça cresceu, ela ta forte, e tem um coração enorme... Moço a tua Moça ta feliz, como vc disse que queria me Ver... A tua Moça ta FELIZ.

Saudade...

Tah Alessandra
Bom este selinho recebia da Dayane do blog  Letras Eternas

Amei o selo, muito fofo...

Valeu Dayane.



A regra é indicar 5 blogs



NSNL

Telephone de Granito


Sonhos de uma Borboleta

My Dreams

É indiquei só 4, mas ta valendo ^^

Bjos...

sábado, 5 de fevereiro de 2011

Hoje eu acordei e consegui acreditar que é real, consegui confiar sem pedir provas....
Hoje eu acordei e finalmente acreditei que passou... Que agora o que importa é o Nós....
Deixei essa coisinha que tava aqui dentro incomodando ir embora., deixei para trás...
Finalmente acordei e me senti em paz... Sem duvidas, sem medos, sem incertezas... Simplesmente acordei e consegui acreditar no que vc me disse... 
Passou, finalmente passou, e eu estou aqui, mais forte, mais madura...
Como me perguntaram "como vc consegue suportar ele" e vc respondeu " é o amor" e eu "só pode ser"
Só pode ser o amor, tem q ser o amor, que nos une, nos fortalece, nos faz perdoar, aceitar, acreditar, confiar... 
Só pode ser o amor que nos mantem de pé, juntos, lado a lado...
E eu consigo dizer que te amo pelo que vc é, pelo que fez e tem feito, por mim, por vc, por nós... 
te amo a cada mordida, a cada "aiai vei" , a cada "trem", te amo todos os dias, mesmo longe ou perto... Acordo e durmo pensando em vc, pensando em como vc me faz bem, em como nos fazemos bem...
Não sei o quanto vai durar, se vai durar, não sei até quando será o nossa para sempre, nem sei se queremos que seja... 
Só sei que hj posso afirmar que é amor,  que eu te amo e que hj eu quero que seja para sempre... 
É o hj que importa e o para sempre, sempre sera hoje.


Tah Alessandra